O PS5 está chegando. Ainda não tem data certa, é verdade, mas já sabemos que no final desse ano, muita gente já estará com o console da nova geração da Sony. Por outro lado, uma galera que já tem o PS4 não vai adquiri-lo logo de cara assim. E essa turma está com um pouquinho de medo de ser “deixada de lado” com seu console atual.

Mas a empresa japonesa garante que não será o caso. Ciente da sua responsabilidade com os mais de 100 milhões de jogadores que têm um PlayStation 4 em suas casas, a Sony diz que não vai abandoná-los assim. Ela promete uma transição de gerações bem suave, para que todos possam aproveitar ao máximo o momento que escolherem.

“Durante a migração de PS4 para PS5, continuarão a existir milhões de jogadores que estarão no PlayStation 4. Isso é muito importante e temos uma obrigação para com esses jogadores”, garantiu Jim Ryan, CEO da Sony Interactive Entertainment, em entrevista ao Business Insider Japan.

Um ponto fundamental que já mostra a importância do PS4 para a Sony é o fato de ela estar prestes a lançar três exclusivos de peso para o console. Muito provavelmente, eles terão as suas versões para PS5 também (ou pode haver a retrocompatibilidade), mas só de termos as chegadas de Dreams, The Last of Us Parte II e Ghost of Tsushima ao PS4, está ótimo.

Quando chega o PS5?

A expectativa pela chegada do PS5 é enorme, e nessa mesma entrevista, Jim Ryan, é claro, foi perguntado sobre uma possível data de lançamento. Contudo, não revelou muita coisa.

“Ainda não posso falar sobre isso”, disse.

Só sabemos que o console vai ser lançado nos “Holidays 2020”, ou seja, a tempo das festas de final de ano. Caso a Sony siga a “tradição” do PS3 e do PS4, isso acontecerá em meados de novembro. Por enquanto, nem mesmo o site oficial de PlayStation fala do novo console.