Apesar dos controversos debates sobre loot boxes, a Take-Two possui uma postura bastante definida sobre os recursos. A empresa não vê qualquer problema na utilização do recurso e defende a implementação. Quem revela isso é o CEO Strauss Zelnick em reunião com investidores da companhia.

Mesmo com a defesa da utilização, o CEO enfatiza a pequena parcela dos lucros envolvendo essas microtransações. O conceito não é uma prática adotada agressivamente nos jogos da companhia, mas causa grande repercussão dentro da mídia internacional.

As loot boxes foram responsáveis por, aproximadamente, 3% das nossas receitas no ano fiscal anterior. Usamos delas no passado, por isso é algo que já testamos e não vimos problemas no seu uso.

Houve muitos debates sobre isso, em nível internacional. Mas enfatizo, pensamos ser uma mecânica perfeitamente razoável mesmo apresentando uma parte muito pequena dos nossos negócios.

Recentemente, a Take-Two revelou resultados sobre seus últimos jogos. GTA V já vendeu mais de 110 milhões de unidades e as expectativas para Red Dead Redemption 2 são altas. O multiplayer saiu do BETA hoje (14) com muitas novidades.

Apesar de grandes lançamentos já anunciados, como Borderlands 3 e o recente RDR2, a empresa ainda possui títulos não-anunciados com previsão para chegarem até março de 2020. Quem sabe maiores novidades não são divulgadas na E3 2019?!