Lançado em novembro de 2016, Final Fantasy XV era um projeto muito importante não só para os fãs, mas para a franquia como um todo, conforme explicou diretor do jogo, Hajime Tabata.

Durante a Game Developers Conference 2017, Tabata comentou um pouco sobre os enormes desafios pelo qual a equipe passou. Havia uma grande apreensão em torno do desenvolvimento do jogo. De acordo com ele, a pressão para entrega de um jogo de excelente qualidade e que cumprisse todas as expectativas era colossal. Caso o jogo não fosse um sucesso, a série deveria ser cancelada.

Mesmo diante de tantas expectativas (fãs e comerciais), a equipe conseguiu atender a todos os parâmetros. O jogo, ao mesmo tempo, oferece mecânicas modernas e elementos clássicos. Mesmo que o desenrolar do enredo e a linearidade de alguns pontos tenham recebidos críticas, o jogo se sobressaiu.

“No final, Final Fantasy XV foi finalizado e entregue totalmente completo para todos. Em pouco mais de um mês vendemos 6 milhões de cópias. Como disse no início da conferência, se desta vez falhássemos com as expectativas de vendas, provavelmente não haveria outra oportunidade.

Ainda bem que tudo ocorreu bem, isso significa que o episódio XV não será o último Final Fantasy. A série continuará viva!”

Pressão de todos os lados

Hajime Tabata ainda comentou acerca do início da produção do jogo e as responsabilidades devidas em manter uma franquia de peso dentro da relevância no mercado.

Inicialmente, Tabata revelou a conversa com Hironobu Sakaguchi, criador da série, e como o fundador o motivou a realizar um trabalho exímio para os jogadores. Inclusive, o incentivando para que tomasse cuidado, já que o futuro dos jogos estaria nas mãos do episódio XV.

Em sequência, Hajime sentou com o departamento de vendas da Square. A meta traçada era 5 milhões de vendas. Apesar da pressão, o diretor aceitou o desafio e acabou sendo gratificado pelo trabalho.

Final Fantasy XV realmente entregou um produto muito bom. Destoante dos seus antecessores, mas único em essência. Confira nossa análise completa: