A Sony até comemorou o marco de 100 milhões de unidades de PS4 vendidas, mas talvez essa merca pudesse ter chegado antes. A empresa acredita que “a confirmação” do novo PlayStation prejudicou a projeção do atual console. Inclusive, o lucro desse trimestre entre abril e junho foi inferior se comparado com o período anterior.

Consequentemente, a empresa baixou a previsão de vendas do hardware para o corrente ano fiscal. A tendência é de que muita gente pense duas vezes antes de comprar um PS4 agora. Afinal, parece faltar pouco para sair seu sucessor.

O chefe financeiro da Sony, Hiroki Totoki, revelou que a empresa prevê entregar 15 milhões de videogames até o fim de março de 2020. A estimativa revisada é de 1 milhão de unidades a menos do que a original. Ainda assim, é uma boa quantidade devido à proximidade da chegada novo console.

Além do anúncio do suposto “PlayStation 5”, Totoki comentou sobre a falta de jogos exclusivos de peso. Segundo ele, a ausência de títulos como “God of War” e Detroit: Become Human”, sucessos do ano passado, justifica os resultados abaixo da expectativa para o PS4.

Por fim, o executivo diz que a Sony espera gerar mais receitas por meio dos “serviços em rede”. A empresa também vai aproveitar deste ano para preparar o lançamento da próxima geração.

Do PS4 ao novo PlayStation

Ao que tudo indica, em 2019 deve ser o fim da trajetória ascendente do PlayStation 4. Isso porque o novo hardware da Sony está bem próximo e, consequentemente, os jogadores devem migrar para a nova geração.

Por enquanto, a empresa não disse se o próximo console será chamado de PlayStation 5 ou ganhará outro nome. Novas informações são previstas para o final do ano, principalmente para o ano fiscal seguinte.