Quem jogou Horizon: Zero Dawn e viu o tanto de prêmios que a aventura de Aloy ganhou no ano passado não poderia imaginar que ele poderia ter sido bem menos aclamado do que foi. Mas, segundo Angie Smets, produtora-executiva da Guerrilla Games, os primeiros testes do jogo tiveram um feedback bem negativo dos players.

Smets contou, na Nordic Game Conference (via Eurogamer), que a primeira versão jogável de Horizon: Zero Dawn foi disponibilizada para testes em 2014. Era uma demo de 50 minutos, com o mundo muito maior do que o da versão final. Dentre os playtesters da época, um chegou a afirmar que o game lhe deixou “pior do que aborrecido”.

A principal reclamação era de que o mundo do jogo era muito grande para explorar, só que não tinha tanto o que se fazer assim – o que já é até uma realidade em Horizon: Zero Dawn, mas não em tanta escala. Para se ter uma noção, ele era maior do que os mapas de GTA: San Andreas, GTA 5, World of Warcraft e Skyrim combinados.

De qualquer forma, todos sabemos como a história terminou, não é? A Guerrilla atendeu ao feedback dos testers e transformou o que era um pesadelo em uma experiência memorável. Horizon: Zero Dawn é considerado um dos melhores jogos do PlayStation 4, e não vemos a hora de jogar a próxima aventura de Aloy.