Jogo de terror no espaço, Moons Of Madness é anunciado para PS4

Jogo de terror psicológico espacial focado em uma temática de ficção científica.

A desenvolvedora independente norueguesa Rock Pocket Games acaba de anunciar Moons Of Madness, um jogo de terror psicológico espacial focado em uma temática de ficção científica.

O jogo em primeira pessoa se baseia em uma narrativa introspectiva que busca muita inspiração em obras aclamadas do renomado autor de terror H.P. Lovecraft.

Em Moons Of Madness, os jogadores explorarão os desafios internos do astronauta Shane Newehart e eventos sobrenaturais que ocorrem na estação de pesquisa Trailblazer Alpha, primeiro posto científico no planeta Marte.

Para anunciar a chegada do game ao PlayStation 4, a desenvolvedora divulgou um novo vídeo. Confira:

O vídeo mostra o jogo em gráficos muito polidos, ambientes vastos e áridos típicos da paisagem retratada no planeta Marte em diversas obras e foca em exploração. Enquanto exploramos os cenários com o protagonista, o tom solitário e inóspito de cada ambiente invoca o sentimento de terror que o jogo propõe.

Vivendo a loucura Lovecraftiana

Com poucas cenas de ação propriamente ditas, percebe-se que o foco de Moons Of Madness é muito mais em uma narrativa envolvente e no próprio terror psicológico, embora a Rock Pocket Games tenha esclarecido um pouco sobre as mecânicas do jogo:

De acordo com a desenvolvedora, o título se baseia nas seguintes estruturas:

  • Combinar ciência, baseada em análises meticulosas de pesquisa da NASA e da Space X com um terror lovecraftiano;
  • Uma característica inovadora chamada “Zone Outs” que simula a loucura lovecraftiana. Os jogadores serão expostos à alucinações e visões como parte do jogo. Terão que entender o que as visões querem dizer enquanto as mesmas antecipam certos eventos que destrincham a história do personagem;
  • Explorar doenças mentais através de vários modos de jogo sem antagonizar a condição médica por si só.

Toda a loucura de Moons Of Madness chega ao PS4, PC e Xbox One em meados de 2018.