O Red Dead Redemption “original” teve uma trilha sonora muito elogiada, então é claro que sua sequência, Red Dead Redemption 2, não poderia ficar atrás. E a Rockstar não poupou esforços para fazê-la com a maior qualidade possível. E a missão foi cumprida. Quem já jogou RDR 2 sabe o quão imersivas são as faixas sonoras do game.

Woody Jackson, que também foi responsável pelas trilhas de Red Dead Redemption, L.A. Noire e Grand Theft Auto V, com Tangerine Dream, The Alchemist e Oh No, é o compositor por trás de Red Dead Redemption 2. Só que o trabalho vai bem além de somente uma pessoa.

A trilha apresenta produção e arranjo adicionais de Jeff Silverman (Truth and Soul, Aloe Black), com orquestração adicional a cargo de Colin Stetson (Bon Iver, Hereditary), David Ferguson (engenheiro de Johnny Cash), David Ralicke (Beck, Sons of Anarchy), Gabe Witcher (Punch Brothers, True Detective), Luke O’Malley, Mario Batkovic (da Invada de Geoff Barrow), Matt Sweeney (Chavez, Superwolf, Iggy Pop, Bonnie Prince Billy), Rabih Beaini e Senyawa, além de contribuições de mais de outros 110 músicos, incluindo Arca (colaborador frequente de Björk, Kanye West, Frank Ocean e Kelela), Duane Eddy (pupilo de Lee Hazlewood), Jon Theodore (ex-baterista do The Mars Volta e baterista atual do Queens of the Stone Age), Michael Shuman (vulgo Mikey Shoes – Queens of the Stone Age, Mini Mansions) e mais.

Outro destaque importante é a parte vocal, produzida por Daniel Lanois, vencedor do Grammy e conhecido por produzir álbuns de Bob Dylan, Neil Young e Willie Nelson, além de colaborar com o inovador músico Brian Eno na produção de vários álbuns do U2, incluindo The Joshua Tree, de multiplatina.

A Rockstar destaca ainda que, além da produção de Lanois, ela conta com as vozes incríveis de D’Angelo, Willie Nelson, Nas, Rhiannon Giddens, Josh Homme, além de uma faixa adicional escrita, produzida e realizada por David Ferguson. E o mais legal disso é que todas as músicas, tanto as de fundo quanto a trilha sonora, foram criadas exclusivamente para Red Dead Redemption 2.

Ou seja, mais do que um belo visual e um gameplay praticamente irretocável, RDR 2 também teve muita atenção a outros aspectos artísticos, que fazem dele uma obra de altíssimo nível no mercado do entretenimento.