Red Dead Redemption 2: aprenda a jogar poker e destrua seus adversários

Veja aqui as regras, jogadas e alguns macetes básicos para começar a se dar bem no poker de Red Dead Redemption 2

Red Dead Redemption 2

Red Dead Redemption 2 é sucesso absoluto. Em diversos aspectos, o novo título da Rockstar já é considerado por muitos como o melhor jogo da geração. Imersivo, envolvente e com um nível de detalhes fora do comum, não era de se esperar menos.

Além disso, o jogo possui inúmeras atividades, incluindo aí os famosos mini-games. Pensando nisso, o Meu PS4 preparou este especial quentinho, com informações, regras e alguns macetes sobre como jogar o Texas No-Limit Hold’em, a modalidade de poker presente em Red Dead Redemption 2.

E lembrando que este guia também pode ser usado por aqueles que resolveram voltar ao velho oeste do primeiro Red Dead Redemption, e querem extrair o máximo desse título, antes de partir para sua sequência.

Como funciona

Antes de começar o jogo, um jogador é escolhido para dar as cartas. Ele recebe o nome de dealer. Na primeira rodada, dealer distribui duas cartas para cada jogador na mesa.

O jogo é dividido em rodadas. No total, são quatro rodadas:

  • Primeira etapa (ou pré-flop)

Os jogadores recebem duas cartas cada. Quem dá as cartas é um jogador escolhido dentre os participantes, geralmente chamado de botão (pelo botão usado para representa-lo) ou dealer. Depois de dar as cartas, a primeira rodada de apostas começa com o jogador que fica à esquerda do botão. Esta aposta é chamada de small bllind (ou pequeno cego).

Depois de apostar, o jogador à esquerda de quem fez a aposta small blind também aposta nesta rodada. Sua aposta deve ser sempre o dobro da small blind. Esta segunda aposta é chamada de big blind (ou grande cego). Estas duas apostas são sempre obrigatórias a estes jogadores. A figura abaixo ajuda a entender a posição destes três jogadores.

Uma mesa padrão de Texas Hold’em, com a localização do botão (dealer), small blind e big blind.

Depois das duas apostas obrigatórias, os outros jogadores, em sentido horário, podem desistir da rodada, pagar a aposta ou aumentar. O valor mínimo das apostas é sempre o valor da big blind. Quem aumenta a aposta deve pagar pelo menos o dobro da aposta anterior, e todos os outros jogadores devem apostar esse mesmo valor. Por exemplo:

  1. A big blind é 10;
  2. Um jogador quer aumentar a aposta. Ele tem que apostar, pelo menos, 20;
  3. Todos os jogadores devem, agora, pagar 20 para continuar no jogo;
  4. Quem apostou a big blind deve apostar mais 10, porque ele já tinha apostado 10;
  5. Quem já apostou antes do aumento, se não quiser continuar no jogo, deve desistir, mas perde a aposta inicial.

Finalizadas as apostas, o jogo prossegue para a segunda etapa.

  • Segunda etapa (ou flop)

Nesta segunda etapa, são colocadas três cartas comunitárias na mesa pelo botão. Estas cartas são usadas por todos os jogadores (detalhes sobre isso mais abaixo). Depois de postas, segue-se uma segunda rodada de apostas, começando pelo jogador que apostou a small blind.

A partir de agora não existem apostas obrigatórias. O jogador pode optar por passar a vez (ou dar check). Ele não aposta, mas permanece no jogo. Se todos os jogadores passarem a vez, o jogo segue para a próxima etapa.

Se algum jogador apostar (o valor mínimo é o valor da maior aposta da etapa anterior), todos devem apostar, aumentar ou desistir.

  • Terceira e Quarta etapas

Na terceira e quarta etapas (chamadas turn e river, respectivamente), uma carta comunitária em cada uma delas, totalizando, ao final da quarta etapa, cinco cartas comunitárias na mesa.

Uma nova rodada de apostas é feita após a colocação de cada carta na mesa, nos moldes da aposta da segunda etapa. Ou seja, na terceira etapa, uma carta comunitária é posta na mesa, é feita uma nova rodada de apostas e o jogo passa para a quarta etapa, para o mesmo procedimento.

  • Quinta etapa: o confronto

A última etapa (chamada de confronto ou showdown) é realizada depois da rodada de apostas da quarta etapa. Todos os jogadores mostram suas cartas. Vence quem tiver a melhor mão, levando todo valor do pote apostado naquela rodada do jogo.

A melhor mão é o conjunto de cinco cartas, que podem ser as duas do jogador e três da mesa, uma do jogador e quatro da mesa, ou mesmo as cinco da mesa. Pode acontecer também de um jogador aumentar a aposta e todos os outros desistirem. Dessa forma, esse apostador leva todo pote, sem a necessidade de passar por todas as etapas.

As mãos do jogo

Como já dito, ganha ganha que tiver a melhor mão na etapa do confronto. O rank das cartas, da maior para a menor, é: Ás (A) – Rei (K) – Rainha (Q) – Valete (J) – 10 a 2. As mãos possíveis, da pior para a melhor, são as seguintes:

  • Carta mais alta (High Card) – Uma mão com cinco cartas, não sequenciais, e de naipes diferentes. Vence quem tiver a maior carta na mão. A pior mão possível, também chamada de “porco”.
  • Par (One Pair) – Uma mão contendo duas cartas do mesmo rank, e três outras cartas de ranks distintos. Vence a mão com o par formado por cartas de maior rank.
  • Dois pares (Two Pairs) – Uma mão com dois pares, cada um do mesmo rank, e uma carta aleatória. Vence a mão com o(s) par(es) formado(s) pelo maior ranks.
  • Trinca (Three of a kind) – Uma mão que contém três cartas do mesmo rank, e duas cartas aleatórias. Vence a mão com o trio formado pelo maior rank.
  • Straight – Cinco cartas com rank sequencial, de naipes diferentes. Vence a mão com a carta de maior rank iniciando a sequência.
  • Flush – Cinco cartas com o mesmo naipe, e nem todas em sequência. Vence a mão com a carta de maior rank iniciando a sequência.
  • Full House – Mão formada por uma trinca e um par (de mesmo rank). Vence a mão com a maior trinca, e em empate, a maior dupla.
  • Quadra (Four of a kind) – As quatro cartas do mesmo rank na mão do jogador, e uma aleatória. Vence a mão com a quadra de maior rank.
  • Straight Flush – Cinco cartas, com ranks sequenciais e mesmo naipe. Vence a mão com a carta de maior rank iniciando a sequência.
  • Royal Straight Flush – Similar ao Straight Flush, com uma particularidade: a sequência é formada pelo Rei, Rainha, Valete, 10 e Ás, e é a melhor mão do jogo.

Nas as mãos Maior Carta, Par e Dois Pares, Trinca e Quadra, duas mãos com cartas de mesmo rank e naipes diferentes configuram empate. Nesse caso, vence quem tiver a maior carta avulsa. Esta carta é chamada de kicker. Veja abaixo o exemplo de duas mãos com a jogada Par, com a carta de empate (kicker). A primeira mão vence por ter a maior kicker.

Estas são as regras básicas do poker. Mas para vencer, você precisa saber mais que as regras.

Tipos de jogadas e estratégias

Poker é um dos mais complexos jogos devido às inúmeras variáveis existentes. Primeiro, os jogadores são numerosos. Segundo, não é apenas a habilidade que conta. É necessário ter um pouco de sorte também. Mas, felizmente, podemos lhe dar dicas e caminhos para minimizar essa necessidade.

Existem inúmeras teorias e conceitos a enumerar. Listaremos aqui apenas os mais básicos, para você ter chances de sobreviver.

  • O blefe

Blefar é uma arte. Blefar de forma errada fará você perder tudo em um piscar de olhos. Então, existem estratégias decentes para blefar com estilo. Vamos aos passos.

  1. Observe os outros jogadores

Observe como os jogadores se comportam naquela rodada. Eles apostam alto? Já blefaram recentemente? Suas mãos são sempre vencedoras? Estão perdendo, e possuem poucas fichas para pagar o blefe? Tudo isso conta na hora de decidir.

Tente blefar contra oponentes que estão fracos, ou que já blefaram com frequência. Observe sua maneira de jogar, seus hábitos. E especialmente, fique atento ao momento em que blefam. Aqueles que blefam nas duas primeiras rodadas tem mais chances de serem pegos.

2. Observe as cartas na mesa

Se as cartas da mesa formam uma sequência que pode resultar em uma mão muito forte, não é uma boa ideia blefar. Por exemplo: na mesa tem um A – K – Q de mesmo naipe e estamos ainda na segunda rodada (flop). As chances são grandes de alguém formar um Royal Flush e destruir seu jogo. Por isso, blefes funcionam melhor nas últimas rodadas.

3. Faça sua imagem

Se você blefa com frequência, vão saber que você corre riscos desnecessários, e vão pagar para ver quase sempre. Ao contrário, se você quase não blefa, então um blefe fica mais evidente dependendo da situação. O ideal é que você blefe com consistência. E não de forma desesperada.

Para exemplificar como essa ferramenta é útil, veja aqui um dos maiores blefes em torneios mundiais.

  • As apostas

Quando devo apostar alto? Devo apostar tudo com uma mão boa? Qual o melhor momento para apostar mais? Muitas destas perguntas atormentam os iniciantes.

As apostas devem ser feitas com relação à sua mão. Se na segunda fase (flop) você perceber que as cartas que tem + as cartas da mesa não formam uma boa mão, fazer apostas altas pode ser arriscado. A não ser que queira blefar.

No entanto, se você sai com um A – 10 de mesmo naipe, e coincidentemente na mesa estão um K – Q – J do mesmo naipe, o certo é apostar tudo, certo? Errado também. Neste caso, o correto é esperar até o final. Com mais gente apostando, o pote final fica maior, e você pode apostar tudo na última etapa, já que tem a melhor mão do jogo.

Saber quanto e quando apostar é tão importante quanto saber blefar.

  • Quando correr

Não importa. Você vai acabar tendo que correr uma hora ou outra. Neste caso, avalie sempre a situação. Veja suas fichas em comparação ao nível de apostas. Por exemplo: se você tem poucas fichas, mas possui uma mão ruim, correr pode significar que você quer conservar o pouco que lhe resta, e com isso vai ser obliterado.

Ao contrário, se tem muitas fichas e acaba se arriscando em todas as mãos, vai acabar perdendo muitas rodadas de forma desnecessária. O correto é avaliar o quanto os oponentes estão apostando, e o quanto eles aumentam as apostas. Eles fazem isso com frequência? É sinal de uma mão muito boa. Você pode não ter nada para um counter.

Toques finais

Tenha em mente, antes de mais nada, que uma partida nunca é ganha por quem tem a melhor mão. Mas sim por quem toma a melhor decisão. Por vezes, é necessário blefar. Por vezes, é necessário recuar. Você pode ter uma mão muito boa, mas seu oponente pode ter uma melhor.

Sempre analise a situação. Como dizem os grandes jogadores do mundo real: não jogue com suas cartas. Jogue com as cartas do adversário. Estude a situação. O oponente apostou tudo, mas parece nervoso? Então ele pode estar blefando. Use estas táticas ao seu favor, e você se sagrará vencedor na grande maioria dos casos.

Se quiser mais informações sobre o jogo, acesse nosso Índice Geral de Red Dead Redemption 2.